Guardo dentro de mim os desejos mais ocultos.

Eles estão escondidos dentro de minh’alma

Onde somente Eu e outrem temos acesso.

A distância entre o ser e o ter

Causa frisson no espetáculo fraternal

Do meu coração.

Na ânsia de ser uma correnteza

Que invade sem ser convidada

Na certeza de que a vida me dará

Uma boa jornada

Não busco glória

Nem mesmo status

Quero ser livre, liberto

Sem a inconveniência de ser podado.

Pois no fim saberei

Que sou o resultado do que fui

E que para mim não basta ter

Pois descobri que mesmo sem possuir

Tudo na minha vida evolui.