Vinte dos 30 alunos da cadeira de Mídia e Pornografia já estão na sala esperando a professora Mariana Baltar. Hoje, a aula que é uma matéria optativa do curso de Estudos de Mídia da Universidade Federal Fluminense (UFF), fundado há quatro anos, é especial, com palestra de Sofia Zanforlin, mestre em comunicação que fez sua tese de mestrado baseada no seriado gay americano “Queer as folk” (Os assumidos), um divisor de águas no mundo das produções de TV a cabo que mostrou, sem estereótipos, o cotidiano de um grupo de amigos homossexuais, uma espécie de “Sex and the city” gay.

Por mais improvável que seja o tema para dentro de uma sala de aula de uma das mais respeitadas universidades federais do Rio, o assunto é debatido com seriedade.