Aconteceu em Goiânia. Um professor de uma escola particular de Formosa, em Goiás, foi agredido por um aluno de 16 anos dentro da sala de aulas. Ao redor do olho do professor, ficaram as marcas da violência. Juliano Pirajá dá aulas de história há dez anos e pela primeira vez foi surpreendido pela ousadia de um estudante. O professor contou que o aluno entregou uma prova em branco, mas ele não teria gostado de ser chamado à atenção. Por isso, o teria agredido, dentro da sala, na frente dos outros alunos.
Kerley Lacerda, que é professor da mesma escola particular, foi acompanhar o colega até a delegacia. Lá também foi agredido. Mas dessa vez pelo pai do aluno.
De acordo com a direção do colégio, o adolescente tinha problemas de disciplina. Uma semana antes da agressão, os pais foram chamados para conversar sobre o comportamento dele. Mas depois de bater no professor, ele foi expulso da instituição. Na próxima semana, a escola vai se reunir com as famílias dos estudantes para conversar sobre o problema.
A ocorrência foi registrada na 11ª Delegacia de Formosa. O Ministério Público de Goiás deve ouvir os envolvidos depois do feriado.
O professor vai ficar afastado por 15 dias. A família do aluno agressor não quis falar sobre o caso.